sexta-feira, 8 de julho de 2011

Ouro Preto completou hoje 300 anos!



Comemoramos hoje em primeiro lugar uma data, pois foi no dia 08/07/1711, a elevação da atual cidade de Ouro Preto à categoria de vila. Mas temos que comemorar também a sensibilidade daqueles que durante esses trezentos anos, de alguma forma, contribuíram para a construção e manutenção do centro histórico da cidade. Quantas vidas passaram por aquelas ruelas e becos, habitaram casarões, sorriram e choraram, foram felizes ou acabaram-se no sofrimento. Quantas histórias!? Ah! Se as paredes pudessem falar ... 



A história de Minas, na sua origem e vocação, é a história das catas de ouro e diamantes pela faiscação de ribeirões e córregos e lavra de encostas montanhosas.
Começou quando e porque imperava na Europa o poder do ouro e da prata, meios que tinham as grandes nações para intensificar o comércio e a indústria incipiente e, assim, acumular riqueza.



Portugal não poderia ficar ausente, pois precisava do ouro para atrair compradores de seu vinho e vendedores de tudo quanto necessitasse, dos tecidos às louças. Por isso, desde meados do século XVI, enviou expedições para o interior da colônia atrás dos supostos tesouros.



Por volta de 1674, o bandeirante Fernão Dias Paes, partiu de São Paulo rumo ao norte atrás de esmeraldas, mas nunca encontrou. Sua expedição abriu caminho para outras que acabaram encontrando o ouro em Minas Gerais. O primeiro a descobrir e o local, dificilmente termos certeza, mas sabemos que o ouro foi encontrado em várias localidades na mesma época e atraiu para a região milhares de forasteiros do reino e da colônia. Esses para sobreviver, foram improvisando moradias e tudo mais que necessitassem para manter a sua cultura.


Aos poucos a gente e as habitações eram tantas, que o governo português acabou elevando os arraiais à categoria de vilas, para assim organizar melhor o controle da exploração mineral.
Em 1711, o então governador da Capitania de São Paulo e Minas do Ouro, Antonio de Albuquerque, fundou as vilas de Nossa Senhora da Conceição do Sabará-buçu ( Sabará ), Vila Rica do Pilar ( Ouro Preto ) e Vila do Ribeirão do Carmo ( Mariana). Três homenagens a Nossa Senhora ( Carmo, Pilar e Conceição ) tamanha a devoção dos portugueses naquele tempo.




12 comentários:

  1. Anabela querida!
    Que lindo!!!
    E importante valorizar a história de uma cidade e de seu povo.
    Parabéns! Abraços e um final de semana abençoado pra ti!

    ResponderExcluir
  2. Quantas histórias mesmo,não?E que legal ficou trazeres aqui um pouco dela! beijos,lindo fds,chica

    ResponderExcluir
  3. Oi,Anabela!
    Que maravilha...300 anos de história preservados nesta cidade encantadora! É verdade minha amiga, quantas estórias estes casarões e estas ruas têm para contar... E realmente estão de parabéns todos aqueles que, de uma forma ou de outra,contribuiram para a preservação deste fantástico patrimônio histórico, não só do Brasil,mas da humanidade!
    Lembro que comentei, no teu post sobre a bela Diamantina, do livro que estou lendo, "Boa Ventura", que fala exatamente deste período da corrida de ouro no Brasil colônia... Sobre o nascimento da atual cidade de "Ouro Preto", no livro diz assim: "...Foi nele (rio Tripuí)que Antônio Dias jogou seus pratos e encontrou um ouro sem brilho,tão escuro que os bandeirantes não titubearam em chamá-lo de "ouro preto". A região onde Antônio Dias extraiu as suas primeiras pepitas,que em pouco tempo ficaria conhecida como Ouro Preto,tinha uma formação geológica rara".
    Obrigada,querida Anabela, por compartilhar conosco esta data histórica...
    E parabéns à Ouro Preto e à memória do povo brasileiro!

    Beijo grande no teu coração mineiro!
    Teresa

    ResponderExcluir
  4. Anabela, adoro conhecer mais um pouco estas cidades mineiras, um pouco distantes daqui onde moro, que fica bem próximo do Estado do Rio...Mas, conheci Ouro Preto e me encantei, tenho muita vontade de voltar e ver tudo de novo.São lugares interessantíssimos por causa da história. E eu, como professora que sempre fui por longos anos, não poderia deixar de lhe enviar um abraço.

    ResponderExcluir
  5. Gosto imensa destas histórias que fazem parte da História do Brasil.
    É fabuloso lembrar esses tempos...
    Abraço
    Compadre Alentejano

    ResponderExcluir
  6. Oi?! Olha, desculpe-me, estou falando Adeus para o meu sítio Heiwa! Comprei um lugar menor(50m X 100m)e estou de mudança... beijos! Tenha uma ótima semana!

    ResponderExcluir
  7. Olá, querida
    Tem 40 anos que não vou por lá... Saudade e to desejando voltar...
    Bjs de paz e ótima semana.

    ResponderExcluir
  8. Obrigado por nos ensinar um pouco da historia do Brasil, ou melhor da Luso-Brasileira.

    ResponderExcluir
  9. Oi amiga
    Linda, linda, linda esta postagem...
    Para quem ama história como eu, esta é uma delicia de cidade...vou conhece-la em breve...se Deus quizer.
    bjs
    Tina (MEU CANTINHO NA ROÇA)

    ResponderExcluir
  10. A comemoração de 300 anos de história de um povo...Espectacular....
    Cumprimentos

    ResponderExcluir
  11. adorei a casa do fernao dias paes!!

    ResponderExcluir
  12. Que beleza de postagem, carregadinha de informações histórias, tão importantes para todos nós !!!

    Beijo

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para mim. Seja benvindo e volte sempre!