segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Biribiri, uma vila que resistiu ao tempo

No século XIX um empreendedor levou para aquele vale distante há 12 km do centro da cidade de Diamantina, homens, máquinas e muita força de trabalho. Assim nasceu a Vila de Biribiri, em torno de uma fábrica de tecidos que chegou a empregar 1500 funcionários em sua fase auge.
Devido a distancia e as dificuldades de transporte nos primeiros tempos, optou-se pela construção de casas para abrigar famílias de operários e administradores. Como a maioria dos trabalhadores eram moças, ergeu-se também um enorme pensionato com vigia e tudo. Visando o conforto dos moradores, uma igreja para as práticas religiosas, bar e armazém. Tudo muito bem organizado num pequeno espaço em torno de um largo cheio de mimosas casinhas hoje pintadas de branco com janelas e portas azuis. Vazias! Porque Biribiri começou a ser abandonada em 1973 quando houve o fechamento da fábrica de tecidos.
Atualmente, apenas uma família reside no lugar para administrar os imóveis que podem ser alugados para temporadas.
Ao redor da vila corre um riacho com queda d'água que fornece energia elétrica para o lugar.
Para se chegar a Biribiri, há de se percorrer uma estradinha de terra em bom estado de conservação. Ao longo do caminho tem-se a companhia de um riacho de águas cristalinas e algumas cachoeiras. É muito bonito de se ver  também as formações rochosas e as plantas exóticas do cerrado.

Igrejinha de Biribiri

Altar-mor da igrejinha de biribiri. 

Riacho que banha a vila.


Maquinário nos galpões desativados. Observe o detalhe: um resto de fibra de algodão que não chegou a virar tecido.

Galpões da fãbrica.

Casas antes habitadas pelos operários.

Largo da vila.

16 comentários:

  1. Que pena que essas vilas operárias acabam sendo desativadas quando as fábricas fecham. Devia-se criar novos atrativos para a área.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá Elaine
    Vim conhecê-la e ao seru blog pela referência sua no Blog Bordados e Retalhos.
    Parabéns pela forma interessante que relata sobre Minas. na realidade, já estou querendo agendar um passeio turístico em Minas, só não defini roteiro.
    bjs,
    Se desejar ne conhecer um pouco mais visite meu espaço: http://pesandoemfamilia.com.br/blog

    ResponderExcluir
  3. Que bacana seu blog!
    Vim te conhecer através da Giovanna Valfré, do post "Eu já fui um bebê". Gosto muito de Minas, de blogs que contam e mostram a história local.
    É algo que faço tb em meu blog, moro no Japão.
    Então peço licença para estar aqui novamente e acompanhar suas histórias.

    bom dia!

    ResponderExcluir
  4. Anabela, obrigado pela visita ao "FERROADA"
    ( http://ferroada.blogspot.com/ )

    Na verdade somos passageiros momentâneos por esta terra maravilhosa.
    Todos deixamos nossa pegada, quase sempre na forma de memória.
    São estas memórias, tão belas, que a Anabela partilha connosco que me fez gostar deste seu cantinho que mostra a grandeza e beleza de minas.

    Um beijo e obrigado
    Carlos Rebola

    ResponderExcluir
  5. Viu amiga, vc tá fazendo o maior sucesso lá no meu blog. Bjs

    ResponderExcluir
  6. Oi Anabela
    Que lugarzinho mais gostoso!
    Um encanto.
    bjos

    ResponderExcluir
  7. Que lugar tão bonito e que pena estar desabitado. Aí como aqui há locais maravilhosos que acabam por ficar desertos.
    Beijinhos
    Lourdes

    ResponderExcluir
  8. Anabela,
    Que vila simpática. E como tudo está tão conservado!
    Uma pena não ter habitantes.

    Vim agradecer sua visita ao meu blog, e conhecer o seu. Tive muito prazer em conhecê-la.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  9. Olá Anabela, vim agradecer pela sua visita e comentário no blog.
    Achei esse lugar muito bonito.
    Quanto a estante, vou ver se acho alguma dica e mostro para vc.
    Bjus e apareça.

    ResponderExcluir
  10. Que lindo lugar e interessante ver o que restou dali. Quanto à pergunta, nunca me inspitei sobre o tema, vou pensar!!!beijos,chica

    ResponderExcluir
  11. Olá!

    Muito interessante seu texto...
    Não conhecia o lugar e nem sua história...

    Beijo!

    ResponderExcluir
  12. Oi Anabela,
    Que lugar incrível. É uma cidadezinha fantasma. Não conhecia e sequer sabia de sua existência.
    Adorei o seu blog e estou seguindo vc. Vou ficar muito feliz se vc tb me seguir.
    Bjkas e uma ótima quarta-feira para vc.

    http://gostodistonew.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Olá Anabela! linda sua postagem. O lugar é maravilhoso, dá pra fechar os olhos e me imaginar lá, num lugar tranquilo... e a fábrica? que pena que está desativada né. Muito bom falar dos lugares que gostamos e que crescemos. Um abraço. Mara

    ResponderExcluir
  14. Que lugar lindo, obrigada pela partilha como tb pela sua companhia, será sempre um prazer te ver Pelos Caminhos da Vida.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  15. Oi Anabela,
    Obrigada por ter retribuído a vistinha. Adorei!
    Bjs

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para mim. Seja benvindo e volte sempre!